Liberação do Carlos Alberto e a nossa imprensa

Lá vem eu de novo falar mal da nossa imprensa, mas fazer o que né se eles pedem?

Cara, o Grêmio libera o jogador para resolver problemas particulares, informa que não vai abrir o motivo (mas sabe), e que se ele quiser fala o que aconteceu.

Aí começa aquela enxurrada de asneiras principalmente de nossa maldita imprensa marrom local.

Primeiro especulando o real motivo da viagem, se realmente era um problema de família como ele tinha dito que estava 200% a poucos dias? Depois uma possível transferência para algum outro clube. Enfim, debates, opiniões e o caramba simplesmente “cuspidas” ao longo do dia.

Tanto foi que ele resolveu emitir uma nota no seu site falando sobre o caso. O fato é simples, apesar de ele não expor para o público o motivo, é uma questão pessoal e devemos respeitar. No momento em que alguma coisa pessoal não diz respeito ao teu profissional basta e pronto, desde que isso não venha afetar de forma direta a tua instituição ou empresa. Mesmo nesses casos, isso é e deve sempre ser tratado internamente com as pessoas a quem tem tal competência ou cargo.

Outra coisa, faça a mesma comparação com a sua empresa (você até pode não ter tanta liberada assim de 1 semana, mas enfim). Você chega para seu chefe (seja supervisor, cordenador, gerente, etc.) e fala que está com um problema pessoal que precisa resolver, expõe abertamente para eles o que é o problema e solicita uma liberação de 1 semana para resolver.

Alega que se não resolver isso não vai conseguir focar e trabalhar bem. Parece besteira, mas tem empresas sim que analisam esses casos e negociam sim uma forma de liberar o seu funcionário para resolver seus problemas.

Pronto, o funcionário vai lá, resolve tudo e volta com todo gás para o trabalho, e ainda contente e confiante pois a tua gerência confiou em ti no momento em que tu precisava.

Agora voltando isso para um clube de futebol (que não se enganem não, mesmo com toda a nossa paixão, também é uma empresa). O Grêmio mesmo já teve históricos anteriores de casos pessoais de jogadores que refletiram diretamente no seu rendimento dentro de campo e em treinamentos.

O caso mais recente foi o do zagueiro Rodrigo (que agora tá lá do outro lado), que estava passando por um problema pessoal (caso envolvendo a doença de sua mãe, em estado terminal diga-se de passagem) falou com a direção e tudo mais, conseguiu sim algumas liberações, mas quando precisou mesmo teve que ficar aqui, treinar e iria jogar e tudo mais. No que terminou???? Em uma rescisão de contrato de um jogador que o Renato inclusive contava, e feita por debaixo dos panos e comunicada a ele (técnico) apenas no dia que chegou ao Grêmio.

Enfim, deixem a paixão de lado e analisem friamente o caso. Vocês preferem um funcionário/jogador que abre o jogo contigo e te pede uma liberação para tratar o caso, resolver tudo e voltar 100%. Ou então aquele funcionário que pega um atestado (seja ele falso ou não), no caso do jogador alega dores, e tenta com isso resolver os tais “problemas pessoais” sem comunicar a empresa/clube sobre o ocorrido e acha que ainda por cima está sendo esperto.

Ainda mais então no caso do Carlos Alberto, onde questão de indisciplina e extra campo são conhecidas por todos. Se o cara está sendo sincero e comprometido com isso acho que no mínimo o voto de confiança deve ser dado.

Pois então, eu não sei quanto a vocês, mas acho que por trabalhar em uma empresa privada e cheia de regras e tudo mais (algumas não tão flexíveis, mas não vem ao caso), com certeza comunicar, ser liberado, resolver o problema, voltar a trabalho com a cabeça voltada só para o trabalho, com certeza vai fazer esse funcionário render muito mais.

Então para concluir só digo isso, se a diretoria e a comissão técnica sabem o problema pessoal e aceitaram liberar o jogador para resolver, maravilha. Agora vamos apoiar aos jogadores que vão estar em campo mais tarde que o jogo é de Libertadores, e o melhor do nosso elenco é exatamente termos boas peças de reposição para esses eventuais contratempos que possam surgir.

Ahhhh e mais tarde é dia de GREMISTA NO OLÍMPICO, novamente deixando os mazembados de lado e suas camisetas de flauta (que já deu né?), vestir o belo manto que a Topper fez para nós esse ano (depois vou cobrar um jabazinho deles é claro por esse publicidade espontânea), e torcemos para mais um vitória e buscarmos essa Libertadores que tanto queremos.

Quinta-feira 07/04/2011 às 19:15 quero ver todos no MONUMENTAL apoiando sempre!

Abraço!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...