León de Huánuco 1 x 1 Grêmio – Ficha do Jogo

Jogo chato, time fraco, teimosia do nosso técnico, e um jogo daqueles que a única coisa boa que se tira é o alívio por Carlos Alberto ter feito o seu gol e agora buscar um melhora no futebol.

Também acho que ele tem que parar de reclamar faltas o tempo todo. Eu entendo que tem lances que são falta e não foram marcadas hoje, mas isso também é consequência de tanto que ele cai e reclama. Não é justificativa, mas tem juíz que infelizmente olha os jogos anteriores do time e leva isso para o próximo jogo.

Mas vamos falar sobre a partida então. Mesmo jogando em casa, o León de Huánuco veio com a mesma postura do jogo no Monumental, retrancado e jogando apenas em contra ataque. O time aproveitou e muito bem a avenida que era o nosso lado esquerdo e o Gilson.

No lado direito não foi muito diferente, hoje o Gabriel não fez uma boa partida, mas não comprometeu. Aliás comprometer ninguém comprometeu ao meu ver, apenas não jogaram bem. Agora isso é por conta de que hein? Ao meu ver a única resposta é infelizmente a teimosia do Renato desde o final do ano passado. Até o final do ano funcionou (no tranco mas funcionou), porém esse ano a coisa não tá funcionando.

Não sei se é reflexo da falta de entrosamento no ataque, mas enfim, não tá funcionando mesmo.

O que me deixou inclusive irritado hoje foi em um determinado momento do jogo em que tínhamos 3 laterais esquerdos em campo, Gilson, Lúcio e Bruno Collaço. E isso com jogadores de função de meio como Vinicius Pacheco e Escudero (que joga pela esquerda tá bom Renato) no banco.

Essas teimosias do Renato não dá para aguentar mais, alguém tem que chamar ele e ter uma conversa ao pé do ouvido.

O León de Huánuco marcou em um cruzamente que parecia sem endereço algun, mas encontrou Elias, que acabou cabeceando a bola quase que fora da área. Bola alta que acabou matando o Victor. Aliás, não vi falha como alguns comentaram, para mim ele estava bem posicionado, mas a bola subiu bastante e caiu rápido.

O Grêmio demorou a marcar, e já estavam pegando no pé do Douglas por falta de criativa. Eu vi ele correndo e buscando muito jogo, mas faltava o toque genial, e isso veio ao deixar o Carlos Alberto na cara do gol com um passe milimétrico.

Não vou nem entrar no mérito se tal jogador poderia ou não ter entrado no jogo. Borges perdeu 2 chances claras de gol e o maior problema do time é não chutar de longe. Aliás, nosso time parece que só chuta de dentro da pequena área. Douglas por exemplo, ficou tentado fazer tabela com 4 jogadores adversários dentro da área e não chutaram de jeito nenhum.

O empate foi merecido para ambos os lados e também não é de todo ruim para o Grêmio. Continuamos em 2º lugar no grupo (claro que para o próxima fase seria importante um boa classificação), só temos que ajeitar as peças no time e o Renato largar algumas teimosias.

Depois eu publico aqui o time que eu acho que tem que ser o titular, e também o banco (usável em jogo).

Agora a ficha completa do jogo.


1 x 1

Grêmio

Victor, Gabriel, Rafael Marques, Rodolfo, Gilson, Fábio Rochemback, Fernando (Júnior Viçosa), Lúcio, Douglas, Carlos Alberto (Bruno Collaço) e Borges (Diego Clementino).

Técnico: Renato Portaluppi

León de Huánuco

Juan Flores, Espinoza, Cambindo, Cardoza, Salas, Zegarra, Ferrari, Carlos Elias (Otálvaro), Céspedes (Peña), Orejuela (Rodriguez), Gonzáles Vigil.

Técnico: Franco Navarro

Data: 17/03/2011
Campeonato: Copa Santander Libertadores 2011
Fase: 2ª fase (Fase de Grupos)
Local: Estádio Heráclio Tapia (Huánuco, Peru)
Árbitro: Roberto Garcia Orozco (México)
Auxiliares: Jose Luiz Camargo e Alberto Morin (ambos do México)
Público: Sem informação
Renda: Sem informação
Gols: Carlos Elias (León de Huánuco) 43min/1ºT e Carlos Alberto (Grêmio) 9min/2ºT.
Cartão Amarelo: Cardoza e Ferrari (León de Huánuco); Rodolfo e Borges (Grêmio).

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...